PESQUISAS SOBRE COMUNIDADES TRADICIONAIS EM MATO GROSSO: A “UNIDADE DO DIVERSO”

Ana Paula Bistaffa de Monlevade, Janaina Santana da Costa, Cristiano Apolucena Cabral

Resumo


O materialismo histórico dialético tem como referência as relações entre seres humanos e natureza, mediadas pelo trabalho, sendo fundamental para análise de comunidades tradicionais. Incorporando dados empíricos de pesquisas realizadas no estado de Mato Grosso, observou-se que conhecer as formas de produção da vida nestas comunidades requer um processo de crítica, interpretação e análise dos fatos considerados na sua concretude histórica. Ressalta-se a relevância do método da economia política para apreensão da síntese de suas múltiplas determinações: unidade do diverso.

 


Palavras-chave


Comunidades tradicionais; Materialismo histórico dialético; Cultura

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BRANDÃO, C. R.; LEAL, A. Comunidade Tradicional: conviver, criar, resistir. Revista da ANPEGE. Florianópolis, v. 08, n. 09, p. 73-91, jan-jul 2012.

BRANDÃO, C. R. A Comunidade Tradicional. Disponível em: http://nupaub.fflch.usp.br/sites/nupaub.fflch.usp.br/files/a%20comunidade%20trad160.pdf. Núcleo de Apoio à Pesquisa sobre Populações Humanas em Áreas Úmidas Brasileiras. Acesso em 10 de Agosto de 2016.

BRASIL. Decreto no. 6.040, de 07 de fevereiro de 2007. Institui a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 08 fev. 2007.

CANDIDO, A. Os Parceiros do Rio Bonito. Estudo sobre o caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida. 11 ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2010.

CIAVATTA, M. O Conhecimento Histórico e o Problema Teórico-Metodológico das Mediações. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M. Teoria e Educação no Labirinto do Capital.2 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2014.

COSTA, Janaina Santana da. Espaços de esperança: a produção associada da vida na comunidade São Benedito remanescente dos quilombos – Poconé-MT. 2017. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2017.

CRUZ, V. C. Povos e Comunidades Tradicionais. In: CALDART, R. et al. Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, 2012.

DIEGUES, A. O mito da natureza intocada. AP: Hucitec, 1996.

FRIGOTTO, G. O Enfoque da Dialética Materialista Histórica na pesquisa Educacional. In: CIAVATTA, M. Gaudêncio Frigotto: um intelectual crítico nos pequenos e nos grandes embates. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. (Coleção Perfis da Educação, 6).

GUERINO, Mariana de Fátima. O movimento dos saberes na produção da vida na comunidade quilombola Campina de Pedra. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2013.

GOMIDE, D. C. O Materialismo Histórico-Dialético como enfoque metodológico para a pesquisa sobre políticas educacionais. In: Anais da XII Jornada HISTEDBR e X Seminário de Dezembro, Caxias-MA, 2 a 4 de Dezembro de 2007 / DermervalSaviani...[et al.]. – Caxias, Ma: HISTEDBR-MA / CESC, 2014.

KOSIK, K. Dialética do Concreto. 2a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

KUENZER, A. Z. Desafios teórico-metodológicos da relação trabalho-educação e o papel social da escola. In: FRIGOTTO, G. (org). Educação e crise do trabalho: perspectivas de final de século. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

LUKÁCS, G. Para uma ontologia do ser social II. SP: Boitempo, 2013.

MAGALHÃES, L. Experiência, memória, aprendizagem social e política. In. Experiência: O termo ausente? Sobre história, memória, trabalho e educação. MG: Navegando Publicações, 2018.

MAGALHÃES, L; TIRIBA, L. Introdução. Experiência - O termo ausente? In. Experiência: O termo ausente? Sobre história, memória, trabalho e educação. MG: Navegando Publicações, 2018.

MARTINS, José de Souza. Expropriação e violência: a questão política no campo. São Paulo: Hucitec, 1980.

MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. 3 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

MARX, K. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857-1858: esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: Ed. UERJ, 2011.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política. Livro I. 32 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

MONLEVADE, Ana Paula Bistaffa de. Comunidade tradicional Raizama em Jangada/MT: produzindo a existência associadamente por meio de enxadas, ralos, sucuris e torradeiras. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2018.

MORAES, R. A. O Método Materialista dialético e a consciência. In: CUNHA, C.; SOUSA, J. V.; SILVA, M. A. O Método Dialético em Educação. Campinas/SP: Autores Associados / Brasília/DF: Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, UnB, 2014.

NEVES, C. E. P. A Amélia que era mulher de verdade? Produção associada e relações de gênero em comunidades tradicionais de Cáceres/MT: para além estereótipos e preconceitos. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2017.

OLIVEIRA, J. Teologia Simbólica da Terra. 2010. Disponível em: https://www.cptnacional.org.br/. Acesso em 29 de dezembro de 2017.

PLOEG, J. D. V. D. Camponeses e a arte da agricultura. SP: UNESP, 2016.

RODRÍGUEZ, M. V. Pesquisa Social: contribuições do método materialista histórico-dialético. In: CUNHA, C.; SOUSA, J. V.; SILVA, M. A. O Método Dialético em Educação. Campinas/SP: Autores Associados / Brasília/DF: Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, UnB, 2014.

SANTOS, Lirian Keli dos. Trabalho, produção associada e produção de saberes na comunidade tradicional Imbê-MT. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2013.

SOBRAL, O. J. Ensaio sobre o método de pesquisa marxista: uma perspectiva do materialismo dialético. Revista Científica FacMais, volume. II, número 1. ano 2012/2º semestre. ISSN 2238-8427.p.5-16.

SOUSA, J. V. Método materialista histórico-dialético e pesquisa em políticas educacionais: uma relação em permanente construção. In: CUNHA, C.; SOUSA, J. V.; SILVA, M. A. O Método Dialético em Educação. Campinas/SP: Autores Associados / Brasília/DF: Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, UnB, 2014.

SOUZA, A. F. G. O Tempo das Águas: ciclos de vida entre as margens do Rio São Francisco, a Ilha das Pimentas – Pirapora/MG. 2011. 182 p. Dissertação (mestrado) – Programa de Pós-Gradução em Geografia. Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia/MG.

THOMPSON, E. P. Costumes em comum: estudos sobre a cultura popular tradicional. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

THOMPSON, E. P. Folclore, antropologia e história social. In: As peculiaridades dos ingleses e outros artigos. SP: Unicamp, 2001.




DOI: https://doi.org/10.22409/tn.v18i37.46286

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

  

     logo_livre2.png     https://periodicos.uff.br/public/site/images/zuleidesilveira/REDIB.jpg   

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo             

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.