POLÍTICAS DE EJA NO IFES: PERCURSOS DE ESCOLARIZAÇÃO, DE PROFISSIONALIZAÇÃO E DE RESISTÊNCIA NO PROEJA

Autores

  • Edna Oliveira
  • Maria José Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.22409/tn.16i30.p10086

Palavras-chave:

EJA-Proeja, políticas públicas, práticas de resistência.

Resumo

O texto explora algumas reflexões sobre a contrarreforma do ensino médio e suas implicações para a oferta da EJA, tomando como base a pesquisa documental com destaque para as tensões e historicidade de projetos societários distintos. A partir de dados de registros das práticas de construção coletiva, analisa o cotidiano escolar dos cursos do Proeja no campus Vitória com foco na escuta dos estudantes. Os resultados indicam que mesmo num contexto adverso à oferta da EJA na instituição, a ocupação dos cursos pelos trabalhadores evidencia marcas de resistência na manutenção da oferta e o exercício coletivo dos sujeitos na luta pelo direito à educação.

Downloads

Publicado

2018-11-21

Como Citar

Oliveira, E., & Ferreira, M. J. (2018). POLÍTICAS DE EJA NO IFES: PERCURSOS DE ESCOLARIZAÇÃO, DE PROFISSIONALIZAÇÃO E DE RESISTÊNCIA NO PROEJA. Revista Trabalho Necessário, 16(30), 43-66. https://doi.org/10.22409/tn.16i30.p10086