A HISTORICIDADE DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: O PORTAL DA MEMÓRIA DO IFRN

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/tn.v18i35.40497

Palavras-chave:

Educação Profissional, História da educação, Memória, Fonte histórica

Resumo

Neste artigo, analisamos o Portal da Memória do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). A metodologia constou de um levantamento dos tipos de elementos presentes nesse Portal. Verificamos que o conteúdo disponibilizado no Portal pode ser entendido como fontes para temas de estudo em história da Educação Profissional, a saber: história das instituições, cultura escolar, currículo, cultura material escolar e sociabilidades. Destacamos que as fontes presentes nesse Portal não falam per se, mas trazem a possibilidade de acesso às dimensões da história e da memória da educação institucional, possibilitando a democratização da memória relativa à historicidade do IFRN.

Referências

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Trad. Sérgio P. Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1994. p. 197-221.

BLOCH, Marc. Apologia da história ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2001.

BRASIL. Decreto n. 7.566, de 23 de setembro de 1909. Cria nas capitais dos Estados as escolas de Aprendizes Artífices, para o ensino profissional primário e gratuito. Rio de Janeiro, 1909. Legislação Federal. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/decreto_7566_1909.pdf Acesso em: 13 set. 2019.

BRASIL. Lei n. 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm Acesso em: 13 set. 2019.

CIAVATTA, Maria. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e identidade. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, M., RAMOS, M. (Orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2012. p. 83-106.

CIAVATTA, Maria. O trabalho docente e os caminhos do conhecimento – a historicidade da Educação Profissional. Rio de Janeiro: Lamparina, 2015.

COSTA, Rogério da. A cultura digital. 3. ed. São Paulo: Publifolha, 2008.

CUNHA, Luiz Antônio. O ensino industrial-manufatureiro no Brasil. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, p. 89-107, maio/jun./jul./ago. 2000.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de; VIDAL, Diana Gonçalves. História da Educação no Brasil: a constituição histórica do campo e sua configuração atual. Educação em foco, Juiz de Fora, p. 1-20, set. 2002/fev.2003.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, n. 1, p. 9-43, jan./jun. 2001.

KARNAL, Leandro; TATSCH, Flávia Galli. A memória evanescente. In: PINSKY, Carla Bassanezi; LUCA, Tania Regina de. (Orgs) O historiador e suas fontes. São Paulo: Contexto, 2009. p. 9-27.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: Editora 34, 1997.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 5. ed. Campinas-SP: Editora da Unicamp, 2003.

LINARES, Maria Cristina; ALDEROQUI, Silvia. El Museo de las Escuelas: una década de hacer museo. História de la Educación. Anuário, Argentina, v. 14, n. 1, set. 2013.

MAGALHÃES, Justino. Contributo para a histórica das instituições educativas – entre a memória e o arquivo. Braga: Universidade do Minho, 1996.

MAGALHÃES, Justino. Tecendo nexos: história das instituições educativas. Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco, 2004.

MOGARRO, Maria João. Património educativo e modelos de cultura escolar na História da Educação em Portugal. Cuestiones Pedagógicas, Sevilha, n. 22, p. 67-102, 2012/2013.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, São Paulo: EDUC, n. 10, dez. 1993. p. 7-28.

NOSELLA, Paolo; BUFFA, Ester. Instituições escolares: por que e como pesquisar. 2. ed. Campinas: Alínea, 2013.

PORTAL da Memória. Disponível em: http://centenario.ifrn.edu.br/ Acesso em: 13 set. 2019.

SANFELICE, José Luís. História, instituições escolares e gestores educacionais, Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n. especial, p. 20-27, ago. 2006. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/22e/art4_22e.pdf Acesso em: 14 set. 2019.

SANTOS, Rosemary Santos; SANTOS, Edméa Oliveira. Revista Eletrônica Pesquiseduca, Santos, v. 4, n. 7, p. 159-183, jan.-jul. 2012.

SAVIANI, Dermeval. Instituições escolares no Brasil: conceito e reconstrução histórica. In: NASCIMENTO, Maria Isabel M. et al. (Orgs.) Instituições escolares no Brasil: conceito e reconstrução histórica. Campinas: Autores Associados; Sorocaba: UNISO; Ponta Grossa: UEPG, 2007. p. 3-27.

SAVIANI, Dermeval. Instituições de memória e organização de acervos para a história das instituições escolares. In: SILVA, João Carlos da et al. (Orgs.) História da educação: arquivos, instituições escolares e memória histórica. Campinas: Alínea, 2013. p. 13-31.

SILVA, João Carlos da et al. (Orgs.) História da educação: arquivos, instituições escolares e memória histórica. Campinas: Alínea, 2013.

VIEIRA, Alboni Marisa D. P. Instituições escolares: memória, fontes, arquivos e novas tecnologias. In: SILVA, João Carlos da et al. (Orgs.) História da educação: arquivos, instituições escolares e memória histórica. Campinas: Alínea, 2013. p. 65-78.

Downloads

Publicado

2020-01-23

Como Citar

Neta, O. M. de M., & Souza, F. das C. S. (2020). A HISTORICIDADE DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: O PORTAL DA MEMÓRIA DO IFRN. Revista Trabalho Necessário, 18(35), 148-163. https://doi.org/10.22409/tn.v18i35.40497