CLADOGRAMAS: O QUE PENSAM ALUNOS DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Dyoni Matias de Oliveira, Marta Bellini, Hederson Aparecido de Almeida

Resumo


Neste artigo apresentamos as respostas e a análise de 45 alunos de Ciências Biológicas a um questionário com questões relativas aos cladogramas, modelos inovadores para pensar as relações de parentesco entre os seres vivos. Ou seja, o modelo cladístico fundamenta-se na metáfora da arvore sem troncos; uma arvore que flutua quando descreve a evolução dos seres animais ou vegetais. O problema de pesquisa foi: Como estudantes de Ciências Biológicas formulavam hipóteses evolutivas diante dos modelos cladísticos? Metodologicamente utilizou-se um questionário com figuras de modelos cladísticos e com perguntas discursivas. Os resultados obtidos indicaram que os 45 entrevistados, embora conheçam o modelo dos cladogramas, pensam-no como esquema similar ao da metáfora darviniana, não o compreendendo ainda como hipótese para pensar a evolução dos seres vivos em sua biodiversidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2013.v6i2.a21001

Apontamentos

  • Não há apontamentos.