POVOS INDÍGENAS E SEU MOVIMENTO DE LUTA PELA EFETIVAÇÃO DO DIREITO COLETIVO À EDUCAÇÃO SUPERIOR NO TERRITÓRIO LATINO-AMERICANO

Autores

  • Soledad Bech Gaivizzo

DOI:

https://doi.org/10.22409/tn.17i34.p38131

Palavras-chave:

Educação superior indígena, Direito coletivo, Interculturalidade.

Resumo

No final da década de XX, na região da América Latina, o movimento indígena impulsionou uma intensa campanha pela efetivação do direito coletivo dos povos indígenas à educação superior. A constituição do marco jurídico-legal internacional foi considerada uma conquista histórica pelos indígenas, possibilitando a criação de outros modelos de Ensino Superior. Neste contexto, a interculturalidade emerge como um projeto ético-político e epistêmico.

Referências

AULETE, C. Novíssimo Aulete - dicionário contemporâneo da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lexikon, 2011.

BANIWA, G. L. da S. Lei das cotas e os povos indígenas: mais um desafio para a diversidade. Rio de Janeiro: Laboratório de Pesquisas em Etnicidade, Cultura e Desenvolvimento - LACED/ Museu Nacional, 2012. Disponível em:

http://laced.etc.br/site/2012/11/26/a-lei-das-cotas-e-os-povos-indigenas-mais-um- desafio-para-a-diversidade/. Acesso em: 10 jul. 2014.

. O índio brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade; LACED/Museu Nacional,2006.

CHAUÍ, M. Escritos sobre a universidade. São Paulo: UNESP, 2001.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL (CFESS). As Assistentes Sociais

defendem os povos indígenas. abr. 2013. Disponível em:

www.cfess.Org.br/visualizar/noticia/cod/944. Acesso em: 28 de abril de 2013.

CONSELHO REGIONAL INDÍGENA DE CAUCA (CRIC). La Universidad Autónoma, Indígena e Intercultural – UAII: un proceso para consolidar y cualificar la educación indígena y comunitaria en el marco de la interculturalidad. Disponível em: http://www.cric-colombia.org/portal/universidad-autonoma-indigena-intercultural-uaii. Acesso em: 23 nov. 2013.

COUTO, B. O direito social e a assistência social na sociedade brasileira: uma equação possível? 3.ed. São Paulo: Cortez, 2008.

CUJI LLUGNA, L. Una paradoja de la interculturalidad como descolonización de la educación superior. Méjico: Diversidad, 2012.

GOMES, J. B. B. Ação afirmativa e princípio constitucional da igualdade: o direito como instrumento de transformação social: a experiência dos EUA. Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

LIMA, A. C. de S.; PALADINO, M. Caminos hacia la educación superior: los Programas Pathways de la Fundación Ford para los pueblos indígenas en México, Perú, Brasil y Chile. Rio de Janeiro: E-paper/LACED, 2012.

LÓPEZ, N. Informe de Tendências Sociales y Educativas de América Latina de 2011: la educación de los pueblos indígenas y afrodescendientes. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Instituto Internacional de Planeamiento de la educación IIPE-Unesco, 2011.

MACAS, L. F. S. Conferência das Jornadas Bolivarianas – 13. Em busca da interculturalização da Educação Superior na América Latina. Cidade: Pluriversidad Amawtay Wasy, maio 2014.

. Entrevista realizada pela Rádio da Universidade Intercultural do Estado de Puebla, México. Publicada em 19 de novembro de 2012 (a). (13min58seg). Parte I. Disponível em:

http://www.youtube.com/watch?v=2HSZy3GCcAY. Acesso em: 23 dez. 2013.

. Entrevista: Luis Fernando Sarango. Parte I. Publicada em 03 de outubro de 2011. Disponível em: ttp://www.youtube.com/watch?v=_CJ_eQWfJ1U. Acesso em: 14 dez. 2013.

. La experiencia de la Universidad Intercultural de las Nacionalidades y Pueblos Indígenas “Amawaty Wasi”. In: MATO, D. (Coord.). Diversidad cultural e interculturalidad en educación superior: experiências en América Latina. Caracas: IESALC-UNESCO, 2008.

. Apresentación. In: UNIVERSIDAD INTERCULTURAL DE LAS NACIONALIDADES Y PUEBLOS DEL ECUADOR – UINPI/CONAIE. "AMAWTAY WASI": Casa de la Sabiduría. Propuesta de camino sin camino. Documento de trabajo. Quito: UINPI/CONAIE, 2002.

MATO, D. (Org.). Diversidad cultural e interculturalidad en la Educación Superior: experiências en América Latina. Caracas: UNESCO-ISEALC, 2008.

MIGNOLO, W. La idea de América Latina: la herida colonial y la opción decolonial. Espanha: Gedisa, 2005.

MUÑOZ, M. R. Educación Superior y Pueblos Indígenas em América Latina y el Caribe. In: INSTITUTO INTERNACIONAL DE LA UNESCO PARA LA EDUCACIÓN SUPERIOR EM AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE. Informe sobre la Educación Superior em América Latina y el Caribe 2000-2005: la metamorfosis de la educación superior. Caracas: Instituto Internacional de la UNESCO para la Educación Superior en América Latina y el Caribe (IESALC)2006.

PALADINO, M.; ALMEIDA, N. P. Entre a diversidade e a desigualdade: uma análise das políticas públicas para a educação escolar indígena no Brasil dos governos Lula. Rio de Janeiro: Contra Capa Livraria/LACED/Museu Nacional/UFRJ, 2012.

PIOVESAN, F. Ações afirmativas no Brasil: desafios e perspectivas. Estudos Feministas, v. 16, n. 3, dec. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104- 026X2008000300010&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 jul.2014.

QUIJANO, A. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (Org.). La colonialidad del saber: eurocentrismo y ciencias sociales. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2000. Disponível em: http://bibliotecavirtual.clacso.Org.ar/ar/libros/lander/quijano.rt>. Acesso em: 08 jun. 2014.

ROJAS, A. Inclusión social, interculturalidad y educación: ¿Una relación imposible?. In: FÓRUM LATINO-AMERICANO DE POLÍTICAS EDUCATIVAS (FLAPE). Culturas e Interculturalidade. Colombia, 2005. Disponível em: http://cultura2inicialchopin.blogspot.com.br/2010/10/culturas-e- interculturalidad.html. Acesso em: 23 ago. 2013.

SILVA, D. V. C. da. A educação das relações étnico-raciais no ensino de Ciências: diálogos possíveis entre Brasil e Estados. São Carlos: UFSCar, 2009.

SILVÉRIO, V. Ação afirmativa e combate do racismo institucional no Brasil. In: III CONCURSO NEGRO DE EDUCAÇÃO (04/04/2003). Anais... Disponível em: http://www.acaoeducativa.Org.br/fdh/?tag=valter-silverio. Acesso em: 23 abr. 2014.

UNICEF-FUNDOPROIB ANDES. Atlas Sociolinguístico de los pueblos indígenas en América Latina. Cochabamba, Bolivia: UNICEF-FUNDOPROIB ANDES, 2009.

WALSH, C. Interculturalidad crítica y educación intercultural. In: VIAÑA, J.; TAPIA, L.; WALSH, C. Construyendo interculturalidad crítica. III – CAB, 2010. Bolívia: Instituto Internacional de Integración del Convênio Andrés Bello, 2010. Disponível em: http://www.flacsoandes.edu.ec/interculturalidad/wp- content/uploads/2012/01/Interculturalidad-Cr%C3%ADtica-y-Educaci%C3%B3n- Intercultural1.pd>. Acesso em: 10 jul. 2014.

. Interculturalidad, Estado, Sociedad: luchas (des)coloniales de nuestra época. Quito: Universidad Andina de Simon Bolívar, 2009a.

. Interculturalidad crítica e pedagogia Decolonial: in-surgir, re-existir e re- viver. In: CANDU, V. (Org.). Educação intercultural na América Latina: entre concepções, tensões e propostas. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2009b.

Downloads

Publicado

2019-09-26

Como Citar

Gaivizzo, S. B. (2019). POVOS INDÍGENAS E SEU MOVIMENTO DE LUTA PELA EFETIVAÇÃO DO DIREITO COLETIVO À EDUCAÇÃO SUPERIOR NO TERRITÓRIO LATINO-AMERICANO. Revista Trabalho Necessário, 17(34), 130-152. https://doi.org/10.22409/tn.17i34.p38131

Edição

Seção

Artigos do Número Temático