REFERÊNCIAS HISTÓRICAS E TEÓRICAS PARA A ANÁLISE CRÍTICA DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO NO BRASIL SOBRE CURRÍCULO INTEGRADO E ENSINO MÉDIO INTEGRADO

Patrícia Furtado Fernandes Costa, Lucília Regina de Souza Machado

Resumo


Neste artigo, busca-se recuperar elementos necessários à análise crítica da história e da produção do conhecimento sobre o debate a respeito do currículo integrado e a oferta do Ensino Médio Integrado a partir de 2004, com o Decreto n. 5.154/2004. Esses temas são importantes para situar teórica e metodologicamente particularidades das contradições entre o capital e o trabalho no contexto das políticas educacionais brasileiras das últimas décadas. 


Palavras-chave


Ensino médio integrado, Currículo integrado, Educação, História da Educação Brasileira

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARAUJO, R. M. L. Princípios do projeto do ensino integrado e finalidades educacionais. In: ________. Práticas pedagógicas e ensino integrado. v. 7, Capítulo II, p. 43-70, Coleção Formação Pedagógica 1 ed. Curitiba: IFPR - Instituto Federal do Paraná, 2014.

BEANE, J. A. Integração curricular: a essência de uma escola democrática. Currículo sem Fronteiras. Portugal: Universidade do Minho, Braga, 2003. v.3, n.2, p.91-110, jul/dez 2003.

BRASIL. Presidência da República. Constituição da República Federativa do Brasil,1988. Brasília: Senado Federal, Centro Gráfico, 1988. 292 p. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2016.

________. Decreto Federal nº 2.208, de 17 de abril de 1997. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 42 da Lei nº 9.394, 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1997. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2016.

________. Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, 20 de dezembro de 1996, que estabelecem as diretrizes e bases da educação nacional, e dão outras providências. Brasília, 2004. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2016.

________. Lei Federal nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa diretrizes e bases para o ensino de 1º e 2º graus e dá outras providências. Brasília, 1971. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2016.

________. Lei Federal nº 11.741, de 16 de julho de 2008. Altera dispositivos da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para redimensionar, institucionalizar e integrar as ações da educação profissional técnica de nível médio, da educação de jovens e adultos e da educação profissional e tecnológica. Brasília, 2008a. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2016.

________. Lei Federal nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, 2008b. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2016.

________. Lei Federal nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação PNE. Brasília, 2014. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2017.

________. Lei Federal nº 13.415, 16 de fevereiro de 2017. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em: 2 abr. 2017.

________. Ministério da Educação. SEMTEC. Ensino médio: construção política. In: Seminário Nacional Sobre Ensino Médio: síntese das salas temáticas. Brasília: MEC-SEMTEC, 2003.

________. Ministério da Educação. SETEC. Educação profissional técnica de nível médio integrada ao ensino médio. Documento Base. Brasília, dez. 2007. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2016.

CIAVATTA, M. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M; RAMOS, M. (Orgs.). Ensino Médio Integrado: Concepção e contradições. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2012, cap. 3, p.83-106.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Parecer CNE/CEB nº 5, 4 de maio de 2011. Institui as diretrizes curriculares nacionais para o ensino médio. Brasília, 2011. Disponível em: . Acesso em: 18 mai. 2017.

________. Parecer CNE/CEB nº 11, 9 de maio de 2012. Institui as diretrizes curriculares nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Diário Oficial da União, Seção 1, p. 98. Brasília, 4 de setembro de 2012b.

________. Resolução CNE/CEB nº 6, 20 setembro de 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Diário Oficial da União. Brasília, 2012a. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2016.

DAVINI, M. C. Currículo Integrado. CADRHU -Texto Apoio, Brasília, p. 281-289, 1983. Disponível em: . Acesso em: 1 mai. 2017.

FERREIRA, E. B.; GARCIA, S. R. O. O ensino médio integrado à educação profissional: um projeto em construção nos estados do Espírito Santo e do Paraná. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M; RAMOS, M. (Orgs.). Ensino médio integrado: concepção e contradições. 3 ed., São Paulo: Cortez, 2012, cap. 6, p. 149-174.

FRIGOTTO, G. A gênese do Decreto n} 5.154/2004: um debate no contexto controverso da democracia restrita. In: FRIGOTTO, G; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (Orgs.). Ensino médio integrado: concepção e contradições. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2012. cap. 1, p. 21-56.

________; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. Ensino médio integrado: concepção e contradições. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

LIMA, M.; SPERANDIO, R. Integração do ensino médio à educação profissional na Rede Federal: obstáculos e viabilidades da integração curricular no IFES. In: Boletim Técnico do Senac, Rio de Janeiro, v. 43, n. 1, p. 140-159, jan./abr. 2017.

LOTTERMAN, O. O currículo integrado na educação de jovens e adultos. 2012. 136f. Dissertação (Mestrado em Educação nas Ciências) Departamento de Pedagogia – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). Ijuí, 2012.

MACHADO, L. R. S. Ensino Médio e Técnico com Currículos Integrados: propostas de ação didática para uma relação não fantasiosa. In: MOLL, J. & Colaboradores. (Org.). Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: Desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed Editora S.A.,1. ed., p. 1-17, 2009.

MATOS, M. C.; PAIVA E. V. Currículo integrado e formação docente: entre diferentes concepções e práticas. São João Del Rey, UFSJ, 2009.

MOURA, D. H. A organização curricular do ensino médio integrado a partir do eixo estruturante: trabalho, ciência, tecnologia e cultura. Revista LABOR, Fortaleza, v.1, n. 7, p. 1-19,jul., 2012.

________. Ensino médio integrado: subsunção aos interesses do capital ou travessia para a formação humana integral? Educação & Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 705-720, jul./set. 2013.

________; LIMA FILHO, D. L.; SILVA, M. R. Politecnia e formação integrada: confrontos conceituais, projetos políticos e contradições históricas da educação brasileira. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 20, n. 63, p. 1057-1080, out/dez 2015.

NÓVOA, A. Entrevista – O futuro é agora. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 13 jun. 1999, p.2. Caderno: Empregos e Educação para o Trabalho.Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2017.

RAMOS, M.Concepções do ensino médio integrado. Rio de Janeiro, 2008, 30p. Disponível em: . Acesso em: 4 out. 2016.

________. Currículo Integrado. In: Dicionário da Educação Profissional em Saúde. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz / Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, 2009.

________. Possibilidades e desafios na organização do currículo integrado. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (Orgs.). Ensino médio integrado: concepção e contradições. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2012, cap. 4, p. 107-128.

SANTOMÉ, J. T. As origens da modalidade de Currículo Integrado. In: Globalização e Interdisciplinaridade: o currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1988, cap. 1, p. 1-11.

________. A instituição escolar e a compreensão da realidade: o currículo integrado. In: SILVA, Luiz Eron da. Reestruturação Curricular: novos mapas culturais, novas perspectivas educacionais. Porto Alegre: Sulina, 1996, p. 58-74.




DOI: https://doi.org/10.22409/tn.v18i35.40495

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

   

     logo_livre2.png     https://periodicos.uff.br/public/site/images/zuleidesilveira/REDIB.jpg   

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo             

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.