CONTRIBUIÇÕES DA METODOLOGIA DA PROBLEMATIZAÇÃO NA FORMAÇÃO DE CUIDADORES DE IDOSOS

Luís Felipe Pissaia, Márcia Jussara Hepp Rehfeldt, Arlete Eli Kunz da Costa, Jéssica Maria Moccelin, Sabrina Monteiro

Resumo


Considerando o aumento da expectativa de vida da população e constantes mudanças nas estruturas familiares, a formação de cuidadores de idosos é um assunto que merece destaque. Através deste estudo, objetiva-se compartilhar uma experiência de contribuições da metodologia da problematização que foi desenvolvida na formação de cinco cuidadores de idosos em uma escola profissionalizante do interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Para tanto, procede-se um estudo observacional, descritivo e reflexivo com abordagem qualitativa que teve início em abril de 2017. Para o planejamento de todas as aulas e exposição dos conteúdos utilizou-se o Método do Arco, o qual foi desenvolvido por Charles Maguerez. Desse modo, observou-se que a utilização desta metodologia trouxe à tona questões que fundamentaram discussões resolutivas em sala de aula, pactuando com os conteúdos abordados e o perfil desejado do profissional. Em suma, a problematização contribuiu para a formação de um profissional crítico e reflexivo, tomando sua construção pessoal como ponto de partida para a atuação direta na tomada de decisão no cuidado ao idoso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2019.v12i1.a21538

Apontamentos

  • Não há apontamentos.